Fazer jogos não é brincadeira!

Olá amigos!

Hoje vamos falar sobre a árdua tarefa de se criar um jogo de vídeo game.

Na reta final de meu curso de Design de Games tivemos de nos reunir em grupos, e tirar do papel uma ideia, transformando a em um game para PC ou Iphone/Ipad. Tendo em mente um antigo projeto de jogo no estilo “Nave” (Starfox, alguém?) sugeri ao grupo que o jogo fosse feito para a plataforma IOS, devido a sua facilidade na hora da distribuição, e assim começou nossa SAGA.

Depois de reuniões com a equipe, muita Coca cola e Pizza, começamos a montar os concepts artísticos das naves, nossos artistas de plantão produziram excelentes modelos 3D usando o Autodesk Maya, e em seguida partimos para o design no game play, e ai a coisa começou a ficar preta.

A engine usada no curso foi a UDK, que apesar de eu não simpatizar muito, devo admitir, tem boas ferramentas.

O UDK foi desenvolvido pela Epic Games (Unreal lembram se?) e é distribuído gratuitamente, porém sua interface não é muito amigável, apesar de toda a programação ser encapsulada por um console visual, onde por exemplo você apenas arrasta e “linka” uma variável a um evento (sendo assim é possível passar longe de uma tela cheia de códigos), todas as demais funções são bem complicadas, quando se entra no tenebroso campo da física então, as coisas ficam assustadoras, definir velocidade, colisões, incidência de luz etc. são tarefas árduas que exigem centenas de testes, e geram muitas frustrações.

Mas para aqueles que, assim como eu sonham em trabalhar na área, ver seu jogo mesmo que incompleto, cheio de bugs e glitchs é um sonho, uma emoção indescritível!

Se você também tem este sonho, corra atrás!

Mas não tenha a ilusão de que fazer games seja algo divertido, é preciso amar muito o que fez, muito empenho e noites mal dormidas, e mesmo assim muitas vezes aquele jogo no qual você vai dedicar horas e mais horas de sua vida, vai ser avaliado por um blog qualquer e receber um caminhão de criticas. Games são como filhos, agente cria com amor, mas depois deve haver o desapego, pois ele passará a pertencer ao mundo, um mundo cruel onde ele vai receber um 3/10 ou um comentário furioso.

É isso!

Ah! Além do UDK, outra engine 3D muito boa é a Unity, também free e com muito material disponível para estudar.

Pra quem ficou curioso, eis uma tela de nosso jogo “Spacial Knights”

Em breve mais histórias do obscuro mundo da criação de games!

Um grande  Abraço para meu amigo @Hemerson_X!!!

Sem o qual o jogo, provavelmente ainda não teria saído das catacumbas da minha mente!

Renato”Shinsei” Cientista Chefe do LabRpg

We are Back!

 

Anúncios

3 comentários em “Fazer jogos não é brincadeira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s